quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

E agora os dias correm por meio ao barulho.

| |


E então eu me negaria a me entregar a tua capacidade de compreensão. Eu não deixaria meus conceitos e ideais de lado para você não se confudir comigo. Eu não me faria de errada para fazer você se passar por certa. Eu não abaixaria a cabeça para as suas ofensas. Eu não tiraria minha música do rádio para colocar a tua, se eu não gostasse dela. Eu não me entregaria aos teus modos. Eu não me modificaria a você. Não serviria como exemplo a ninguém. Eu quero mais é que você saiba que eu tenho vontade de mudar os nossos planos. Não vou pedir perdão mais uma vez. Não vou implorar pela tua atenção. Não dessa vez. Você já me maguou demais. Eu estou em um estado, na qual nem eu mesma me encontro mais. Me preoucupei demais com você até agora. Me engasguei com tuas falsas promessas. Agora tanto faz. O que você era pra mim já não existe mais. Tua imagem de alicerce, já se destruiu. Todo a admiração que eu tenho por você já se acabou. Pra mim você é apenas mais um ser humano nesse mundo. Mais um ser humano com seu coração vazio e suas idéias fúteis. Seu mundo é pequeno demais pra mim viver nele. Eu me cansei de tentar sempre encontrar uma saída para tuas contradições. Eu me perdi tanto tentando te encontrar que agora já nem sei mais onde estou. Só sei quem eu sou. E eu sei que esse ser em que eu me transformei, é só uma parte de mim. Tem muito ainda por vir. Não tente atrapalhar o meu trajeto, pode ser pior. Suas ameaças já não me preocupam. Essa tua limitação já me dá nojo. Queria que você tivesse o mínimo de consiência para poder abrir a sua mente, e saber que o mundo não é como você quer. Ele é bem grande e pode ter certeza que eu vou andar muito. E quando eu voltar, eu quero poder olhar na tua cara dentro do teu olho e dizer que eu não era o que você teimava em me jogar na cara. Eu quero poder dizer que meu mundo não se limita ao seu. Eu quero poder dizer que eu criei meu próprio mundo e sem você.

0 comentários:

Ir arriba

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Escrevo pra não falar sozinho. - Cazuza https://twitter.com/_alemdosofa
Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Guia

Seguidores

Visitantes

contador
 
 

Diseñado por: Compartidísimo
Con imágenes de: Scrappingmar©

 
Ir Arriba