quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Bom embrulho.

| |

Ve se trás outra cerveja porque a minha já está acabando e se você está esperando um por favor pode esperar sentado. E pelo amor eim, tira essa música que está tocando pela milésima vez! Vamos pegar minhas coisas, ficarei por aqui enquanto o calor existir e enquanto tivermos ânimo (acho que ficarei aqui por muito tempo). Nem com meus livros favoritos ou com os filmes mais engraçados consigo me divertir tanto, a ponto de doer os maxilares e fazer eu não querer levantar do chão. Mas você me tira dele, e quando me recuso você deita ao meu lado, isso quando não cai antes de mim. Vamos correr pegar mais um cigarro por que a conversa é longa e o assunto nunca acaba. Esse ciúmes meu? Acostume-se, tenho medo de perder o que é importante de verdade, mas no fundo eu sei que nunca acontecerá. Acorda, dorme, acorda dorme, tira essa preguiça dos ombros e deixa eu deitar a cabeça neles, porque eu preciso mais do que nunca dos teus braços me rodeando enquanto choro e falo tudo que não te interessa nem um pouco, mas que você finge muito bem se importar. E passa mais um fim de semana, mais um mês, mais um ano e . . . aonde estamos? Tanto tempo já se passou e tanta coisa aconteceu, monotonia é uma palavra extinta aqui. Tanta gente passou, tanta gente tentou ficar, mas só nós permanecemos. Vem e senta ao meu lado, por que você sabe que sempre que estiver cansado de caminhar por esse mundo todo eu vou estar esperando com uma cerveja gelada e um bom cigarro. Não se preocupa com o tempo, ele não vai parar de correr, e se quem parar de correr for você ele também não vai se importar. Sabe essa infância eterna nossa? Ela não se chama infância, ela se chama felicidade. Aumenta esse som que eu quero cantar a noite toda com você e quero que todos os vizinhos acordem e saibam o quão felizes estamos. E assim passa mais tempo, e assim eu te amo mais. Pega uma fita vermelha e amarra nossos pulsos, porque sabemos que podemos desfazer o nó ou cortá-la ao meio, mas quem disse que queremos isso?

F.


2 comentários:

  1. Awn, quanto amor! Esse é o melhor amor do mundo, eu bem sei. Esse que se mistura com amizade, e tudo de mais bonito que existe. Muito mais sincero do que aqueles infinitos "eu te amo" nas redes sociais de casais "apaixonados". Vocês dois são pessoas maravilhosas, e eu me sinto extremamente sortuda por conhecê-los. E desejo que o que vocês tem dure realmente a vida toda.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Escrevo pra não falar sozinho. - Cazuza https://twitter.com/_alemdosofa
Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Guia

Seguidores

Visitantes

contador
 
 

Diseñado por: Compartidísimo
Con imágenes de: Scrappingmar©

 
Ir Arriba