segunda-feira, 9 de setembro de 2013

-

| |

Eu vivo de carências e sou um poço sem fim de drama, qualquer mal me quer já é motivo pra um penar infinito. E eu tenho tanto a oferecer, tanta alegria pra enfeitar os seus dias, tanta vontade de ser feliz. Mas enquanto você não me toma de vez eu fico aqui, com meus boleros trágicos e meus vinhos tintos. Quem dera se de uma vez você decidisse ficar aqui, trazer sua mala e dormir na mesma cama que eu por todas as noites. Que besteira essa de ficar se esquivando, pelos cantos, sem um par qualquer. Não quer saber de paixão, fica ai curtindo sua solidão maltratada, enquanto eu só queria ser feliz com você por uma vida inteira. Chega de bobeira vai, vem deitar no meu colo. 


0 comentários:

Ir arriba

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Escrevo pra não falar sozinho. - Cazuza https://twitter.com/_alemdosofa
Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Guia

Seguidores

Visitantes

contador
 
 

Diseñado por: Compartidísimo
Con imágenes de: Scrappingmar©

 
Ir Arriba