sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Advertência.

| |

Amor não mata, nunca vi alguém morrer de amor. Pode machucar, ferir, mas matar não. Nunca vi alguém internado por ter amor, ou alguém precisando de uma transfusão de sangue. Nunca vi ninguém tendo que ligar para a emergência por que fulano de tal teve um ataque de amor. Nenhum epitáfio consta "morreu por amar demais". Ninguém mata o outro de amor. Amor demais não faz mal algum, amor demais enche, contagia, inflama, assim como chama, uma alegria contida que explode sem você ao menos perceber. Amor não mata, amor tortura. Amor te torna dependente de outro corpo, outro cheiro, outro toque. O que mata não é amor, é a ausência dele. Falta de amor te deixa embaixo da coberta por mais tempo, ouvindo aquele bolero francês durantes horas a fio. Falta de amor te faz mentir e acreditar em mentiras cegas e ininterruptas. É a falta de amor que causa dor, sofrimento e por fim morte. Falta de amor é que mata.


0 comentários:

Ir arriba

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Escrevo pra não falar sozinho. - Cazuza https://twitter.com/_alemdosofa
Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Guia

Seguidores

Visitantes

contador
 
 

Diseñado por: Compartidísimo
Con imágenes de: Scrappingmar©

 
Ir Arriba